DeSantis visita fronteira dos EUA e declara apoio da Flórida na fiscalização

Ron DeSantis disse na fronteira dos EUA que a Flórida dispõe de recursos para segurança local

 

O governador da Flórida, Ron DeSantis, em visita à fronteira EUA/México disse que a Flórida disponibilizou policiais e recursos financeiros com equipamentos para fiscalização. Esta seria uma de suas possíveis estratégias, de olho na Casa Branca nas eleições presidenciais 

 

Da Redação

O governador da Flórida, Ron DeSantis, juntamente com o procurador-geral Ashley Moody e o presidente do Senado, Wilton Simpson, visitou Del Rio, Texas, quando viu de perto os esforços de 50 policias da Flórida, cedidos pelo Estado para trabalho de ajuda de proteção da fronteira EUA-México, no Texas.

E após a visita, DeSantis e uma comitiva de funcionários estaduais deram entrevista coletiva com o governador do Texas, Greg Abbott, um companheiro republicano, para falar sobre os esforços dos estados para fazer cumprir a ordem e segurança da fronteira dos EUA.

O evento foi emblemático da política de fronteira, que se tornou mais popular desde que o presidente Joe Biden assumiu o cargo. Os republicanos, mesmo aqueles que não estão em estados fronteiriços, como DeSantis, usaram a questão para incendiar sua base política.

O comitê político de DeSantis, que está se posicionando para a reeleição em 2022, também prepara campo para uma disputada mais acirrada nas próximas eleições presidenciais, pois DeSantis é amplamente considerado como candidato à Casa Branca. Ele, no entanto, não hesitou em usar a missão no Texas como um futuro argumento de campanha –  enviou pessoal e equipamentos para a fronteira.

Um porta-voz do “Departamento de Segurança Pública” do Texas disse que os estados estão enviando tropas “às suas próprias custas” e que não haverá reembolso. Quando questionado, o governador Abbott não se comprometeu a reembolsar a Flórida por despesas de viagem associadas à missão.

Embora os reembolsos pareçam improváveis, DeSantis e autoridades estaduais dizem que a missão ainda vale a pena usar os fundos estaduais.

DeSantis acrescentou que a missão está ao alcance do estado. “Obviamente, estamos fazendo isso dentro de um orçamento existente. Estamos garantindo que todas as nossas prioridades sejam atendidas. Temos muitas coisas acontecendo no estado ”, disse DeSantis. “Esperançosamente, conseguiremos alguns outros estados para intensificar essa ajuda”.

 

Fonte: Nossa Gente

Comentários Facebook